Altos Papos

Projeto de tecnologia desenvolvido pela Sesab recebe prêmio Case de Sucesso no CIO Brasil GOV 2022

O projeto da Rede Estadual de Dados em Saúde (REDS), ferramenta desenvolvida pela Diretoria de Modernização Administrativa (DMA) e Tecnologia da Informação, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), recebeu o prêmio Case de Sucesso durante o CIO Brasil GOV 2022, renomado evento da área de tecnologia nacional. O projeto baiano foi o vencedor entre os cinco finalistas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. A cerimônia de entrega do prêmio aconteceu no sábado (14), em Florianópolis.

“A Bahia tem cada vez mais investido em tecnologia de ponta para proporcionar a melhor assistência ao cidadão e este prêmio mostra que estamos no caminho certo e que nos tornamos referência no assunto”, afirma o diretor de Modernização Administrativa da Sesab, Diego Daltro. O prêmio possui o objetivo de dar visibilidade ao trabalho e a implantação de sucesso de uma solução em uma companhia, assim como estimular o compartilhamento de experiências entre profissionais de TI de todo o Brasil.

Sobre o projeto vencedor

A REDS tem como objetivo unificar os prontuários de pacientes em um único repositório, mas permitindo que estes fiquem disponíveis também no sistema do próprio hospital ou clínica. Dessa forma, o acesso e a integração são feitos em questão de segundos.

Anteriormente, o Brasil e a Bahia não possuíam a unicidade dos dados dos pacientes armazenados em um único local, além de unificar os dados do cidadão. As informações da atenção básica, de média e alta complexidade se encontravam em diversos sistemas, totalmente pulverizados. Assim, a ideia da Bahia foi unificá-los, de forma fidedigna e tecnológica, por meio de um barramento, criando assim um modelo de interoperabilidade municipal, estadual e ministerial (Ministério da Saúde), no intuito de se criar um dado único do paciente.

A partir do mapeamento e acompanhamento dos dados incorporados na REDS, o profissional que atende ao cidadão pode ter acesso a todo seu histórico, de maneira a auxiliá-lo com um diagnóstico e medidas de cuidado mais rápidos e precisos, bem como apoiar a gestão das unidades ou da Secretaria da Saúde numa rápida tomada de decisão.

A ferramenta já está disponível para uso das unidades e será implantada gradualmente. “A previsão é que até o fim do ano de 2022 todas as unidades já tenham começado o uso. Outro diferencial é que os pacientes também terão acesso ao seu histórico e poderão, no futuro, marcar consultas por aplicativo de mensagem”, afirma o diretor Diego

Adicionar comentário