Altos Papos

Claudia Leitte é chamada de genocida após promover aglomeração em show em São Paulo

O Carnaval fora de época realizado por Claudia Leitte em São Paulo, no último final de semana rendeu a artista um título não muito agradável. Duramente criticada por promover aglomeração com a festa Blow Out, a cantora foi chamada de genocida na web.

Os vídeos do evento no qual a baiana se apresentou causaram revolta nas redes sociais pelo fato de não existir distanciamento social nem o uso de máscara.

A hashtag #ClaudiaLeiteGenocida ficou em 1º lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter. “O STF já deu 48hrs para o governador João Doria explicar a aglomeração no show da Cláudia Leitte?”, questionou um internauta.

A artista foi chamada de hipócrita e contraditória, por ter pedido para que os seguidores ficassem em casa no início do ano, pico da pandemia, e agora estar realizando shows.

Apesar da revolta, a festa foi autorizada pelo governo de São Paulo que já permite a realização de eventos com 100% da capacidade do espaço que ele for realizado.

Em meio aos ataques, Claudia também foi apoiada pelos internautas, que apontavam outros eventos realizados por artistas no mesmo final de semana, com lotação.

“Vou ter que defender Claudia chata Leite! Povo hipócrita e seletivo para criticar! Tá rolando show de sertanejo direito, Gustavo Lima fazendo eventos mais lotados que esse ai e ninguém fala nada!”, disse uma.

Adicionar comentário

Sigas nas Redes Sociais