Altos Papos

Paulo Guedes diz que Fies é ‘bolsa para todo mundo’ e fala que filho de porteiro ‘tirou zero na prova’ e conseguiu financiamento

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Fies, programa federal para estudantes de baixa renda financiarem mensalidades do ensino superior, é “bolsa para todo mundo” e “um desastre”.

Em reunião do Conselho de Saúde Complementar na última terça (27), Guedes contou de forma anedótica que “o filho do porteiro do prédio” tirou zero em todas as provas e conseguiu financiamento.

“Teve uma bolsa do governo, o Fies, uma bolsa pra todo mundo. […] O porteiro do meu prédio virou pra mim e falou: ‘Eu tô muito preocupado’. Eu disse: ‘O que houve?’ Ele disse: ‘Meu filho passou na universidade’. Eu: ‘Ué, mas você não tá feliz por quê? Ele: ‘[Meu filho] tirou 0 na prova. Tirou 0 em todas as provas. Recebi um negócio financiado escrito ‘parabéns seu filho tirou…’ Aí tinha um espaço pra preencher… e lá 0. Seu filho tirou 0 e acaba de se ingressar na nossa escola. Estamos muito felizes.”

O Fies é um programa de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. Não concede bolsas, diferentemente do Prouni.

Oferece vagas com juro zero para estudantes com renda mensal familiar de um a três salários mínimos e com juros variáveis para alunos com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos.

Segundo o Ministério da Educação, serão disponibilizados R$ 500 milhões para os financiamentos neste primeiro semestre de 2021, processo que já foi finalizado.

O edital previa a seleção com base em notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 a 2019. O candidato deve ter tirado nota média acima de 450 e não ter zerado na redação.

O ministro da Economia disse em outro comentário sobre o Fies que “foram até outro extremo. Deram bolsa para quem não tinha nenhuma capacidade. Botaram todo mundo… Exageraram. Foram de um extremo ao outro. Então, eu tô falando isso porque nós temos que ter muito cuidado quando a gente vai entrar em credenciamento”.

Na mesma reunião Guedes afirmou que “o chinês inventou o vírus, e a vacina dele é menos efetiva do que a americana”. Posteriormente ele se desculpou e disse que usou “uma imagem infeliz”. No encontro, o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, também relatou ter tomado “escondido” a vacina contra a Covid-19.

Adicionar comentário

Sigas nas Redes Sociais