Altos Papos

Projeto oferece absorventes a 206 mil estudantes da rede pública de ensino da Bahia a partir de setembro

Um projeto da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-Ba) irá ofertar, para cerca de 206 mil estudantes da rede pública de ensino estadual, um pacote mensal com 10 absorventes descartáveis. Poderão receber o material todas as pessoas que menstruam em situação de pobreza ou extrema pobreza, entre 11 e 45 anos de idade.

A iniciativa será posta em prática a partir de setembro e terá duração incial de um ano, podendo ser incluída no plano plurianual do governo do Estado, segundo o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues. O projeto Dignidade Mentrual parte do princípio da Organização das Nações Unidas (ONU), que considera a questão de saúde pública e de direitos humanos indispensável para garantia dos direitos sexuais e reprodutivos. Segundo a secretária de Políticas para Mulheres, Julieta Palmeira, a distribuição na rede pública do estado será feita para meninas, homens trans e pessoas não binárias.

O relatório de Pobreza Menstrual no Brasil, realizado pela Unicef, indica que quase 90% das meninas passarão de três a sete anos de sua vida escolar menstruando. No Brasil, 35% das adolescentes e jovens já passaram por alguma dificuldade por não ter acesso a absorventes, ou condições de cuidar da higiene menstrual. Uma em cada quatro jovens que menstruam já deixou de ir à escola por não ter absorvente.

Adicionar comentário

Sigas nas Redes Sociais